Quem vai querer um dragão caindo aos pedaços?

A minha garganta dói.

A chama está muito fraca.

As asas já não batem como antes, e as escamas estão caindo a torto e direito…

Lembro-me da minha juventude… que alegria ver as crianças brincando lá do alto.

Fazia altas manobras e surpreendia todo mundo.

Nessa época conheci uma de mim.

Nunca vi maiores chifres antes, e fogo mais brilhante e hipnotizante…

Como era elegantíssima.

Não voava, deslizava no ar. Pena, já era destinada a outro.

E muito mais pena de mim. Nunca tive uma destinada.

Fui envelhecendo sem a companhia de uma parceira.

Só cuidava de meu imaginário, da minha aparência.

Mas tinha sim, ainda acreditava que desencalharia e tiraria o meu rabão da miséria.

Hoje já não acredito. Quem vai querer um dragão caindo aos pedaços?

Me diz?

Garon Piceli

29 anos, dramaturgo e jornalista com especialização em cinema pelo Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales de Buenos Aires. Pós ecouton em turismo pela Université Paris Sorbonne. Leia meu livro no Wattpad: https://goo.gl/wQi7Mx Contato: garonphn@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s