Da hipocrisia racial

Parece que sobre hipocrisia não tem o que se discutir, sobre o fingimento não há o que dizer, mas. Pessoas hipócritas existem e se manifestam “aos tantos” em nosso meio. Muitas vezes nem é no falar, mas sim, na maneira de agir.
Para tirar os hipócritas da nuvem das ideias, surgiu o racionalismo quebrando as correntes e permitindo que os homens pensassem um pouco mais para atingir uma lógica. O operação mental então ganha um novo nome. A partir daí o homem começa a brincar sobre probabilidades. O liberalismo começa a tornar-se mais abrangente.
Tá, eu discorri sobre o racionalismo para chegar a teoria racial. E o motivo foi brincar com a raiz: raça; presente nas duas palavras. Raciocinar não é radicalizar, e sim buscar alternativas. O conceito raça, vulgar, ultimamente em desuso foi originalmente usada para determinar as diferentes populações.
Raça = diferentes = não há mistura = branca, preto, amarelo = distribuídas
Não é que eu goste de falar sobre racismo, mas acho que esse é o que o precisamos mais mudar, em nós: seres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s